SCIE – Elementos de Corpos de Bombeiros

Curso Totalmente a distância de SCIE para elementos dos corpos de bombeiros para a 2º Categoria de Risco regulamentado pela ANEPC

O preço do curso é de 290 €(a pronto pagamento) ou de 550€(a prestações), legalmente Isentos de IVA (não paga IVA de acordo com o nº10 do art.º 9º do CIVA).

* Preço válido até 31 de março de 2021, limitado ao numero de vagas existentes.

Destinatários:
O curso é destinado a elementos dos corpos de bombeiros que de acordo com a com o n.4 do artigo 4.º da Portaria n.º 64/2009 de 22 de janeiro possuam, no mínimo, os seguintes requisitos:
1) Elementos de comando
2) Na carreira de oficial bombeiro, a categoria de oficial bombeiro de 2.ª;
3) Na carreira de bombeiro, a categoria de bombeiro de 1.ª;
4) Ter no mínimo o 12.º ano de escolaridade

Objetivos:
Adquirir as competências necessárias para a realização de inspecções das condições de segurança contra incêndio em edifícios (SCIE) de 2ª Categoria de Risco

A duração do curso é 90 horas totalmente a distância.

Perfil Profissional e Saídas Profissionais:
Credenciação de bombeiros para a realização de inspeções regulares, na respetiva área geográfica de intervenção, em edifícios e recintos classificados na 2.ª categoria de risco, conforme alínea b) do art.º 3º da Portaria nº 64/2009 de 22 de janeiro, na sua atual redação;

O curso é regulamentado pela ANEPC.

Programa (Oficial ANEPC):
O Curso integra os seguintes módulos e conteúdos (De acordo com o regulamentado pela ANEPC

Conteúdos:

Regime Jurídico de Segurança Contra Incêndio em Edifícios
Decreto-Lei nº 220/2008, de 12 de novembro
• Objeto
• Definições
• Âmbito
• Competência
• Responsabilidade no caso de edifícios ou recintos
• Responsabilidade pelas condições exteriores da SCIE
• Utilizações-tipo de edifícios e recintos
• Produtos de construção
• Classificação dos locais de risco
• Restrições do uso em locais de risco
• Categorias e fatores do risco
• Classificação do risco
• Perigosidade atípica

Regime de credenciação de entidades para emissão de pareceres, realização de vistorias e Inspecções
Portaria 64/2009, de 22 de Janeiro
• Objeto
• Definições
• Âmbito
• Competência
• Responsabilidade no caso de edifícios ou recintos
• Responsabilidade pelas condições exteriores da SCIE
• Utilizações-tipo de edifícios e recintos
• Produtos de construção
• Classificação dos locais de risco
• Restrições do uso em locais de risco
• Categorias e fatores do risco
• Classificação do risco
• Perigosidade atípica
• Edifícios e recintos existentes
• Condições técnicas de SCIE
• Projeto e medidas de autoproteção de SCIE
• Operações urbanísticas
• Utilização dos edifícios
• Inspeções
• Delegado de Segurança
• Medidas de autoproteção
• Comércio e instalação de equipamentos em SCIE
• Competência de fiscalização
• Contraordenações e coimas
• Sanções acessórias
• Instrução e decisão dos processos sancionatórios
• Credenciação
• Documentação técnica complementar
• Legislação específica

Regime de credenciação de entidades para emissão de pareceres, realização de vistorias e inspeções
Portaria n.º 64/2009, de 22 de janeiro
• Objeto
• Definições
• Credenciação
• Pré-requisitos para credenciação.
• Documentos que instruem o processo de credenciação
• Prova e validade da credenciação
• Prazos
• Poderes de autoridade
• Deveres
• Incompatibilidades
• Impedimentos
• Segredo profissional
• Suspensão de credenciação.

Regulamento Técnico de Segurança contra Incêndio em Edifícios
Portaria n.º 1532/ 2008, de 29 de dezembro
Objeto e definições
Apresentação geral do RT-SCIE seguindo-se uma análise das disposições gerais constantes do RJ-SCIE interligadas com o regulamento técnico das quais se destacam:
• Objeto
• Definições
• Desenho (Escalas)
• Projeto de Arquitectura
• Plantas, Alçados e Cortes
• Projeto de Segurança
• Utilizações-tipo de edifícios e recintos
• Produtos de construção
• Classificações dos locais de risco
• Restrição do uso em locais de risco
• Categorias e fatores de risco

Caracterização do risco de incêndio das utilizações
• Apresentação de conceitos relacionados com a combustão, com o poder calorífico dos materiais e com a carga de incêndio.
• Determinação da categoria de risco para as utilizações-tipo XI e XII.

Condições exteriores comuns
Apresentação das condições exteriores comuns no que respeita a:
• Condições gerais de acessibilidade
• Vias de acesso aos edifícios
• Acessibilidade às fachadas
• Limitações à propagação do incêndio pelo exterior
• Abastecimento e prontidão dos meios de socorro

Condições gerais de comportamento ao fogo, isolamento e proteção
No início da sessão deverá ser efetuada a introdução do conceito de resistência ao fogo.
• Resistência ao fogo dos elementos estruturais
• Compartimentação geral de fogo
• Isolamento e proteção de locais de risco
• Isolamento e proteção das vias de evacuação
• Isolamento e proteção de canalizações e condutas
• Proteção de vãos interiores
• Reação ao fogo
• Condições específicas relativas às diferentes utilizações-tipo
• Aplicação a casos práticos

Condições gerais de evacuação
Descrição das condições gerais de evacuação sendo analisadas as exigências regulamentares relativas às
seguintes matérias:
• Cálculo do efetivo
• Critérios de dimensionamento
• Evacuação dos locais
• Vias horizontais de evacuação
• Vias verticais de evacuação
• Zonas de refúgio
• Condições específicas relativas às diferentes utilizações-tipo
• Aplicação a casos práticos

Condições gerais das instalações técnicas
Apresentação das exigências regulamentares em matéria de instalações técnicas destacando-se as seguintes:
• Instalações de energia elétrica
• Fontes de energia de emergência
• Instalações de aquecimento
• Instalações de confeção e de conservação de alimentos
• Evacuação de efluentes de combustão
• Ventilação e condicionamento de ar
• Ascensores
• Líquidos e gases combustíveis

Controlo de fumo
• Exigências de estabelecimento de instalações de controlo de fumo.
• Controlo de fumo nos locais sinistrados.
• Controlo de fumo nas vias horizontais de evacuação.
• Controlo de fumo nas vias verticais de evacuação.
• Controlo de fumo nos pátios interiores.
• Condições específicas relativas às diferentes utilizações-tipo.

Condições gerais dos equipamentos e sistemas de segurança
• Sinalização
• Iluminação de emergência
• Deteção, alarme e alerta

Controlo de fumo
Apresentação dos principais mecanismos de movimento do fumo e do seu controlo em caso de incêndio, bem como das exigências regulamentares:
• Exigências de estabelecimento de instalações de controlo de fumo
• Controlo de fumo nos locais sinistrados
• Controlo de fumo nas vias horizontais de evacuação
• Controlo de fumo nas vias verticais de evacuação
• Controlo de fumo nos pátios interiores
• Condições específicas relativas às diferentes utilizações-tipo

Meios de intervenção
Caracterização dos vários meios de intervenção:
• Meios de primeira intervenção
• Meios de segunda intervenção
• Sistemas fixos de extinção automática de incêndios por água
• Sistemas fixos de extinção automática de incêndios por agente extintor diferente da água
• Sistemas de cortina de água
• Controlo de poluição de ar
• Deteção automática de gás combustível
• Drenagem de águas residuais da extinção de incêndios
• Posto de segurança
• Instalações acessórias
• Condições específicas relativas às diferentes utilizações-tipo
• Depósito da Rede de Incêndios e Central de Bombagem

Condições gerais de autoproteção
• Medidas de Autoproteção e sua caracterização
• Responsável de Segurança
• Delegado de Segurança
• Instruções de segurança
• Organização de segurança
• Registos de segurança
• Procedimentos de Prevenção e Plano de Prevenção
• Procedimentos em Caso de Emergência e Plano de Emergência Interno
• Formação em segurança contra incêndio
• Simulacros
• Condições específicas relativas às diferentes utilizações-tipo
• Programas de manutenção

Condições de segurança contra incêndio em recintos itinerantes ou provisórios
Neste módulo será apresentada a aplicação do RT-SCIE aos recintos itinerantes ou provisórios, constante do Anexo II ao RT-SCIE.

Apreciação e verificação
• Deontologia e incompatibilidades
• Apreciação de projetos de SCIE (conteúdo, análise e elaboração do relatório)
• Apreciação de medidas de autoproteção (conteúdo, análise e elaboração do relatório)
• Realização de vistoria e elaboração do relatório
• Realização de inspeção e elaboração do relatório
• Apresentação de relatórios e conclusões

Avaliação
• Teste escrito
• Inspeção a um edifício da 2.ª categoria de risco e elaboração de relatório, realizado individualmente ou em grupos de 2 formandos com discussão individual.

O curso é totalmente a distância (zoom e moodle) e para obter aproveitamento na ação de formação é necessário nota mínima de 10 valores em cada um dos períodos de avaliação e a frequência de pelo menos 90% da carga horária.

 

 

Para mais detalhes contacte-nos cursos@espiralsoft.pt ou 213 158 270 / 218 000 566 / 966 822 516.